Cultura e Mercado

Marco Nanini é eleito o artista do ano do Prêmio Bravo!

O Auditório do Ibirapuera, em São Paulo, esteve lotado na noite desta terça-feira (4/10), para a entrega do 7º Prêmio Bravo! Bradesco Prime de Cultura.

Na principal categoria, Artista Bradesco Prime 2011, o eleito como artista do ano – com recorde de mais de 20 mil votos na internet – foi Marco Nanini, que também  subiu ao palco para receber o prêmio na categoria Teatro – Espetáculo, por “Pterodátilos”, de Felipe Hirsch. A montagem cáustica que gira em torno do desmonte de uma família traz Marco Nanini como protagonista.

Laís Bodanzky entregou o prêmio de Cinema – Filme Nacional para “Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora é Outro”, de José Padilha. O produtor do filme, Marcos Prado, agradeceu a todos que acreditaram no projeto que era independente.

A exposição Corpo de Ideias, de Carmela Gross, recebeu o primeiro prêmio da noite, pelas mãos da artista plástica Leda Canudo, na categoria Artes Visuais – Exposição. Com curadoria de Ivo Mesquita, a mostra na Estação Pinacoteca, em São Paulo, reuniu 16 obras da artista paulistana, produzidas entre 1965 e 2010.

O escritor Milton Atum entregou o prêmio da categoria Literatura – Livro – para Michel Laub, pelo seu quarto romance, Diário da Queda. Em Dança – Espetáculo – o coreógrafo Luiz Ferrão anunciou Núcleos, de João Saldanha, como ganhador. Influenciado pela obra do artista plástico Hélio Oiticica, o espetáculo faz uma síntese instigante dos movimentos que o respeitado coreógrafo carioca concebeu nos últimos 25 anos.

O violoncelista Dimos Goudaroulis entregou o prêmio na categoria CD – Música Erudita – para a obra Fausino Vale e o Violino Brasileiro, de Claúdio Cruz com concepção de Camila Frésca.

Já Marina Person apresentou Emicida como o ganhador da categoria Música Popular – CD com o trabalho Emicídio. “A gente nunca está preparado para ganhar, tanto que nem montei um discurso, mas agradeço muito.”

Outro rapper homenageado na noite foi Criolo, que recebeu das mãos de Carlinhos Brown o prêmio de melhor Música – Show do ano, com o trabalho Criolo. “Muito obrigado. O impossível acontece quando seu coração está limpo e você não se deixa levar por bobagens”, disse ele.

Na categoria Personalidade Cultural do Ano, Mario Mazzilli, gerente geral da CPFL Cultura, entregou o prêmio para Ricardo Castro, criador do Neojibá. Jairo Mendes Leal, presidente da Abril Mídia, entregou o prêmio para o Instituto Tomie Ohtake, na categoria Programação Cultural.

Confira a lista completa dos ganhadores:

– Melhor Exposição: Carmela Gross – Corpo de Ideias, Carmela Gross
– Melhor Espetáculo de Teatro: Pterodátilos, Felipe Hirsch
– Melhor Livro: Diário da Queda, Michel Laub
– Melhor Espetáculo de Dança: Núcleos, João Saldanha
– Melhor Filme Nacional: Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora é Outro, José Padilha
– Melhor CD Erudito: Flausino Vale e o Violino Brasileiro, Cláudio Cruz com concepção de Camila Frésca
– Melhor CD Popular: Emicídio, Emicida
– Melhor Show: Criolo, Criolo
– Personalidade Cultural do Ano: Ricardo Castro, Criador do Neojibá
– Melhor Programação Cultural: Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo
– Artista Bradesco Prime do Ano: Marco Nanini

Cobertura completa em www.premiobravo.com.br.

Tags: