Cultura e Mercado
  • Em Portugal, Ministro da Cultura participa do Encontro Global Horasis 2018 e dá entrevista para Diário de Notícias

    De 05 a 08 de maio, aconteceu o Horasis Global Meeting na cidade de Cascais, em Portugal. Sob o tema “Inspirando o futuro”,  reuniu cerca de 600 líderes mundiais, de 70 países, entre políticos, empresários e especialistas para definir trajetórias de crescimento econômico, compartilhar iniciativas e ideias sobre um futuro sustentável e colocar em pauta questões que exigem respostas globais, como as migrações, emprego jovem, inteligência artificial, entre outras.

    mincO ministro Sérgio Sá Leitão esteve presente para ministrar uma palestra, que abriu o terceiro dia da programação e foi feita em conjunto com o ministro da Cultura de Portugal, Luís Filipe Castro Mendes. ”A imaginação é a maior riqueza deste século: o Brasil tem de superar a economia baseada em commodities para tornar-se uma economia fundada no conhecimento e na criatividade. É hora de encarar as atividades econômicas e culturais como uma economia. E as políticas culturais como uma política de promoção do desenvolvimento econômico”, afirmou Sá Leitão.

    O site do MinC frisa a convergência entre o tema do Global Horasis e a campanha Cultura Gera Futuro, um dos principais motes desta gestão, que enfatiza principalmente a economia criativa e promove capacitações para o uso dos mecanismos de incentivo fiscal. Para o ministro, em complexa declaração, ”podemos ser, no século 21, o que os Estados Unidos foram no século 20, ou seja, a principal potência cultural”.

    Seguindo a agenda, houve também uma reunião com Luís Filipe Castro Mendes para discutir a possibilidade de que o Brasil invista cerca de R$ 5 milhões no programa CPLP Audiovisual. O programa promove a produção de documentários e filmes no Brasil e nas demais nações da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com exibição em emissoras públicas de TV do bloco. Também foi conversado sobre o Prêmio Camões, que é atribuído aos autores que tenham contribuído para o enriquecimento do patrimônio literário e cultural da língua portuguesa. O Prêmio neste ano será escolhido e anunciado em Portugal, enquanto a entrega será no Rio de Janeiro.

    O reforço das ações de intercâmbio cultural entre Brasil e Portugal foi uma das pautas da entrevista concedida ao Diário de Notícias. O ministro pontua que a presença da cultura brasileira contemporânea em Portugal lhe parece significativa, sendo o inverso não acontece na mesma medida. Para ler a entrevista na íntegra, intitulada ”Indústria cultural brasileira cresce a taxas chinesas”, clique aqui.

     

     

    Tags:, , , , ,